quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Em mais uma entrevista, Bridgit Mendler comenta sobre ser “Hannah Montana”


Dentre as várias entrevistas que Bridgit Mendler concedeu nesta segunda-feira, em Madri, promovendo o álbum “Hello My Name Is…”, destacou-se a conversa divulgada pelo site do jornal espanhol “El País”, considerado um dos mais importantes da Europa e do mundo.
Na matéria feita pela jornalista Susana González Vejo, além de falar sobre assuntos já bastante comentados, como a alternância entre as carreiras de atriz e cantora, Bridgit falou pela primeira vez sobre uma possibilidade, que existiu, de protagonizar uma nova fase da série “Hannah Montana”, na qual Miley Cyrus despontou para o sucesso.
Leia a tradução da matéria abaixo, feita por nossa equipe (aqui, a versão original):

“Hannah Montana e eu somos muito diferentes”
A atriz da Disney Bridgit Mendler voltará à televisão quando encerrar a turnê de seu disco
Quando tinha oito anos, Bridgit Mendler pisou pela primeira vez no palco. Desde então, não parou. Agora, aos 20 anos, transformou-se num dos símbolos doDisney Channel, com a série “Boa sorte, Charlie”, que protagoniza há quatro temporadas. Mas sua curiosidade artística é tão grande que ela quer fazer uma parada na série para se lançar no mundo da música: “Hello My Name Is…” é o título de seu primeiro disco, apresentado neste final de semana, em Madri.
Ela é baixa, loira e muito alegre. Mas se parece pouco com Teddy Duncan, a doce garota que cuida e aconselha a irmã bebê, que ela interpreta há quase quatro anos: “Teddy é muito responsável e carinhosa com sua família, mas às vezes ela também pode fazer coisas loucas. Pode ser que eu me identifique mais com ela nisso. No aspecto de ser organizada e responsável, um pouco menos”, diz, enquanto dá uma gargalhada.
Porém, cantar e atuar quase ao mesmo tempo não parece uma tarefa tão fácil para uma garota desorganizada. E ela a exerce muito bem. “Posso fazer as duas coisas, priorizando ora uma, ora outra. Agora mesmo, estou viajando para promover minha música. Logo que eu regressar a Los Angeles e à série, me dedicarei só a isso”, assegura.
Não é a primeira vez que Mendler coloca os pés no palco. Em 2006, teve um pequeno papel na conhecida série “General Hospital”. Um ano depois, apareceu nos filmes “Alice de cabeça para baixo” e “Garotas S.A.”. No entanto, o sucesso chegou a ela com “Boa sorte, Charlie”, que foi indicada ao Emmy, do ano passado, como melhor série infantil: “Gosto muito de fazer parte da série desde o princípio. Todos somos como uma família”, fala, sorridente.
Ainda que ela tenha começado no mundo da atuação, desde muito pequena, sempre teve a música como uma paixão persistente: “Sempre quis cantar. Mas, acima de tudo, sempre quis compor”. E ela fala tão sério que neste álbum, “uma mistura de pop e blues”, as doze canções foram compostas por ela. “São músicas que falam sobre casais e as relações. Por exemplo, há uma que fala sobre dois jovens namorados que se conheceram no outono, e eu a intitulei ‘The Fall Song’.”
A presença de Mendler foi tão grande que, inclusive, chegou-se a considerá-la como uma possível candidata para reavivar a mítica série “Hannah Montana”, que terminou em 2011. “Naquele momento, eu protagonizava ‘Boa sorte, Charlie’, e era a nova estrela jovem. Mas acho que eu e Hannah Montana somos muito diferentes. Eu gosto de manter minha carreira musical separada da televisão.”
Agora, ela está em Madri, por alguns dias, para promover seu disco. E depois? “Gostaria de fazer uma turnê e dar shows, e depois que ‘Boa sorte, Charlie’terminar, gostaria de começar a trabalhar num novo álbum. É questão de equilibrar, gosto de fazer as duas coisas, e agora estou feliz cantando.”

Fonte:Bridgit Mendler Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

_Seja educado
_Todos Podem Comentar exceto anônimos