quinta-feira, 18 de julho de 2013

Divulgado o trailer oficial de SAVING MR. BANKS


A Walt Disney Pictures disponibilizou na internet o primeiro trailer de “Saving Mr. Banks” – o longa-metragem dramático sobre os catorze anos em que Walt Disney batalhou para conseguir os direitos de adaptar “Mary Poppins” às telas.
P.L. Travers, autora de cinco livros sobre a babá encantada, no entanto, não tinha interesse em ter sua obra modificada. “Ela é a pessoa mais complicada que já interpretei,” disse a atriz Emma Thompson sobre seu papel em entrevista ao Times. “Ela era extremamente complexa e contraditória. (…) Ela era muito mais caótica, confusa e de moral ambígua.”
A versão cinematográfica dos livros de Travers venceu cinco – incluindo Melhor Atriz para Julie Andrews – das treze indicações ao Oscar® e, atualmente, é considerada como um dos maiores clássicos do cinema; e a ideia partiu de uma promessa feita por Walt Disney às suas filhas: fazer a personagem favorita delas voar para fora das páginas.
Pela primeira vez, um filme retrata parcialmente a história do icônico visionário, interpretado por Tom Hanks, vencedor de dois Oscar®. Assista, abaixo, ao trailer sem legendas.


 

Com roteiro assinado por Kelly Marcel, criadora da série “Terra Nova”, “Saving Mr. Banks” dá ênfase ao passado de P.L. Travers e, em especial, à sua relação com o pai e como isto influenciou seu trabalho literário e dificultou o processo de adaptação ao cinema.
A primeira imagem oficial da produção também foi liberada pelo estúdio, a qual mostra o passeio de Walt Disney e da escritora pela Disneyland, em 1961. Observe-a logo a seguir, clique para amplia-la.



O elenco ainda é composto por Colin Farrell (“Minority Report”), Paul Giamatti (“Sideways: Entre Umas e Outras”), Rachel Griffiths (“Brothers & Sisters”), Bradley Whitford (“ABC do Amor”), Jason Schwartzman (“Moonrise Kingdom”), B.J. Novak (“Bastardos Inglórios”), Ruth Wilson (“Cavaleiro Solitário”) e Kathy Baker (“Edward Mãos de Tesoura”).
John Lee Hancock (“Um Sonho Possível”) dirige. A estreia nos Estados Unidos acontece oficialmente em 20 de Dezembro, e no Brasil, em 17 de Janeiro de 2014.



Quando P. L. Travers viajou de Londres para Hollywood, em 1961, para finalmente discutir o desejo de Walt Disney de trazer sua amada personagem para a tela de cinema – uma jornada que começou na década de 1940, como uma promessa para suas duas filhas -, Disney encontrou uma sexagenária, intransigente e não apenas com suspeitas a respeito do conceito para o filme, mas uma mulher lutando com seu próprio passado. Durante a sua estadia na Califórnia, Travers reflete sobre sua infância em 1906 na Austrália, um tempo difícil para sua família, que não só moldou suas aspirações para escrever, e que também inspirou os personagens de seu livro de 1934.
Ninguém mais do que a única pessoa que ela amava e admirava mais do que qualquer outra, seu carinhoso pai Travers Goff, um banqueiro atormentado que, antes de sua morte prematura, no mesmo ano, instila a jovem com tanto carinho e iluminação (e seria a inspiração para o patriarca da estória, o Sr. Banks, o personagem que a babá famosa vem para auxiliar). Embora relutante em conceder os direitos do filme a Disney, Travers percebe que o aclamado contador de histórias de Hollywood tem seus próprios motivos para querer fazer o filme, que, como a autora, reflete na relação que ele dividia com seu próprio pai no início do século 20, no Centro-Oeste.

 Fonte: Disney Mania

Nenhum comentário:

Postar um comentário

_Seja educado
_Todos Podem Comentar exceto anônimos